Minicoxinhas no copo - baixo investimento e boa lucratividade

Minicoxinhas no copo - baixo investimento e boa lucratividade. Praticidade, rapidez e economia, são as principais qualidades dessa nova modalidade para comercializar salgados.

Praticidade, rapidez e economia, são as principais qualidades dessa nova modalidade para comercializar minicoxinhas no copo

Minicoxinhas no copo - baixo investimento e boa lucratividade A forma mais comum de vender minicoxinhas no copo é na loja de salgados tradicional.

Quem não gosta de coxinhas de galinha bem quentinhas? A maioria dos brasileiros adora essa deliciosa iguaria - encontrada em padarias, lanchonetes e até mesmo em restaurantes. A novidade do momento são as minicoxinhas no copo - uma ótima opção de negócio, com baixo investimento e boa lucratividade. Praticidade, rapidez e economia, são as principais qualidades dessa nova modalidade para comercializar minissalgados. Portanto, trata-se de um negócio bastante promissor.

Muitos inclusive preferem as minicoxinhas no copo à coxinha tradicional - de 50 gramas. Por isso, muitas lojas de salgados passaram a fazer grandes quantidades de minissalgados, pois eles têm maior saída do que os salgados convencionais. É o que acontece em São Paulo, onde as pequenas coxinhas no copo são a onda do momento. Mas a viabilidade de comercialização em outras regiões do país também é grande.

Segundo Felipe Gusmão, engenheiro, e Daniella Moraes, arquiteta, a loja dos bem-sucedidos sócios, inaugurada em novembro de 2014, é um grande sucesso. Do início do funcionamento até hoje, o empreendimento tem mostrado bons resultados, com estimativas de crescimento e prosperidade. Diariamente são vendidas de 20 mil a 30 mil coxinhas. E os planos são para a abertura de uma nova filial em 2016.

Para seguir o exemplo dos sócios e ser bem-sucedido, o empreendedor deve priorizar o padrão de qualidade das minicoxinhas. Sabor, aroma e visual dos salgados devem estar sempre impecáveis, além de permanecerem bem quentinhos no momento de serem servidos aos clientes. Em hipótese alguma, eles devem estar frios ou desmanchando - muito menos, devem ser do dia anterior (têm de ser fritos na hora do consumo).

De acordo com Valdir Cavalcanti, consultor do Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, é importante fazer um estudo de mercado para avaliar o público-alvo da região e qual o melhor local para iniciar os negócios. Se for ponto comercial, ele deve estar situado onde o fluxo de pedestres é grande - próximo a pontos de ônibus, escolas e centros comerciais. Da mesma forma, os horários de funcionamento devem ser fixos e estabelecidos conforme as necessidades da região.

Em geral, a forma mais comum de vender minicoxinhas no copo é na loja de salgados tradicional. Nela, as pessoas entram, compram seus copos de salgadinhos, comem no próprio local, ou saem para saborear os quitutes durante seu percurso. Outra opção é o food truck - modalidade de negócio em alta no momento. O quiosque também é uma boa pedida, se for instalado em local bem movimentado - além disso, esta é uma forma de investimento mais em conta do que o food truck.

Por fim, se você pretende reduzir ainda mais os custos iniciais com o negócio, é possível fazer minicoxinhas em casa e entregá-las pelo sistema delivery.  Mas é primordial manter a qualidade desde a elaboração dos salgadinhos até a entrega aos clientes. Depois, basta fazer uma boa propaganda nas redes sociais, ou contato com vizinhos, familiares e amigos. Certamente, em pouco tempo, seu empreendimento ganhará clientes e conquistará o mercado.

Fontes: Leia Já e Montar um Negócio.

Conheça o Curso a Distância CPT Produção de Salgados Finos para Festas, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online - elaborado por Denise Andrade Khoury, especialista em produção de salgados e doces finos e proprietária da Empresa Trigoleve, reconhecida empresa de Minas Gerais.

Andréa Oliveira 26-09-2016 Gastronomia

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.