Dicas para montar fábrica de óleo vegetal

Para montar a fábrica de óleo vegetal, é preciso seguir a regulamentação de alguns órgãos do governo

Dicas para montar fábrica de óleo vegetal

Os óleos vegetais são extraídos de grãos oleaginosos e refinados após várias etapas de fabricação. Da chegada dos grãos à fábrica ao envase do produto final, todo o processo de produção de óleo vegetal é criteriosamente controlado. Trata-se de uma atividade industrial bastante promissora, pois os óleos vegetais apresentam grande demanda no mercado. As principais matérias-primas para a fabricação de óleo vegetal são girassol, gergelim, algodão, canola, arroz, milho e soja.

Mas existem outras plantas, e até mesmo frutos, usados para fabricar óleo vegetal, como amêndoa, coco, rícino, palma, sésamo, graviola, castanha de caju e azeitona. Os óleos de coco, amêndoas e graviola são bastante procurados no mercado de cosméticos. Já o óleo de castanha de caju apresenta grande aceitação entre os adeptos da alimentação natural. Quanto ao óleo de palma, ele é muito utilizado na culinária baiana, conhecido como dendê.

Localização


Geralmente a fábrica de óleo vegetal é implantada em áreas rurais ou regiões industriais. Fábricas de porte pequeno podem apresentar uma área de 250 m², para produzir 12 mil kg de óleo por dia. A estrutura interna deve ser planejada, para permitir bom fluxo das atividades e maior eficiência na operação dos equipamentos. É de fundamental importância que o ambiente seja ventilado e bem iluminado.

Regulamentação


O empreendedor da fábrica de óleo vegetal deve seguir a regulamentação da CNNPA - Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos. Sua função é controlar o padrão de qualidade de óleos e gorduras comestíveis. O Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, também determina padrões, desde a identidade do produto até a apresentação de óleo para comercialização. O Ministério da Saúde é outro órgão que regula a atividade, para garantir a segurança do consumo.

Equipamentos


Os equipamentos a serem adquiridos para montar a fábrica de óleo vegetal são: filtros de isolamento térmico; filtros de branqueamento; cristalizadores; silo; esteira; evaporador; granuladora; quebrador de grãos; separador de cascas; extrator; expansor; cozinhadores; prensa continua; prensa tipo parafuso; misturador de retenção; trocador de calor; clarificador; desaerador; resfriador; centrífugas; ejetores a vácuo; sopradores de garrafas; envasadora; e outros.

Conheça o Curso a Distância CPT Produção de Óleo Vegetal Comestível e Biocombustível em Livro+DVD e Online.

Leia o artigo "Como iniciar o cultivo de girassol e obter sucesso".

Fonte: comoiniciar.com.br

Andréa Oliveira 01-11-2018 Agronegócio

Faça já o Download Grátis

Download brinde Como Iniciar seu Negócio

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.