E-commerce: alternativas econômicas para entrega de mercadorias

Terceirizar os serviços de entrega de mercadorias é uma alternativa econômica para o e-commerce

“Hoje não é mais preciso sair de casa para comprar. Por meio dos dispositivos eletrônicos, como smartphones e computadores, é possível fazer compras online, com comodidade e segurança. Mas é preciso que o e-commerce viabilize a entrega das mercadorias, para garantir agilidade e economia tanto para a empresa como para o consumidor”, afirma Thiago Richter Bacchin, professor do Curso a Distância CPT Como Aumentar as Vendas pela Internet em Livro+DVD e Online.

Na metade do ano passado, os Correios interromperam os serviços de e-Sedex, que garantiam o despacho expresso de produtos adquiridos pela internet com peso de até 15 kg. A principal vantagem do e-Sedex era a prática de preços diferenciados para o e-commerce. Com a interrupção dos serviços, as empresas, em especial as de menor porte, perderam o desconto nas tarifas de entrega.

Consequentemente, muitas tiveram de aumentar o preço do frete, repassando valores mais onerosos ao bolso do consumidor. Com isso, as vendas caíram, o que impulsionou as empresas a encontrarem alternativas mais econômicas para entrega de mercadorias.

Veículos utilitários leves, uma boa saída

Os empreendedores do e-commerce podem investir em veículos utilitários leves, para a entrega das mercadorias. Não apenas o e-commerce pode aproveitar as vantagens do VUL, como também empresas de outros segmentos. Há veículos que apresentam capacidade de carga de mais de 1.000 kg e volume útil total de quase 7,0 m³ no compartimento de carga.

Além disso, alguns modelos de VUL, lançados mais recentemente, apresentam assoalho cerca de 40% maior quando comparado ao de outros veículos. De fato, um ponto positivo para o transporte de produtos nesse tipo de veículo.

Transportadoras, uma excelente alternativa

Segundo Mauricio Salvador, presidente da ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, para maior economia na entrega de produtos aos consumidores, uma boa saída é contratar os serviços de transportadoras privadas, como Fedex, que transportam itens a todo território nacional. Já os serviços de Sedex dos Correios devem ser utilizados apenas para mercadorias com alto valor agregado.

Dica final!

Terceirizar os serviços de logística é, de fato, uma boa alternativa para o e-commerce, assim como contratar transportadoras. No Brasil, há empresas que realizam toda a logística – desde a coleta até a entrega de mercadorias aos consumidores, de forma ágil e eficiente. E as transportadoras têm praticado preços competitivos, garantindo qualidade aos serviços.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Gestão Empresarial.

Fonte: revistapegn.globo.com

E-commerce: alternativas econômicas para entrega de mercadorias

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

Conheça as Empresas do Grupo CPT

Logo: Cursos CPT Logo: UOV Logo: CPT Softwares Logo: Aprenda Fácil Editora